16 de Agosto de 2022





HELDER BARBOSA

Licenciado em Gestão e Mestre em Marketing


Retail a Granel


A venda a granel é a solução para a inflação e insustentabilidade. Mas os consumidores precisam de mudar os seus hábitos de compra para que os retalhistas aumentem a sua oferta de produtos a granel.



Na prática, é possível comprar quase tudo a granel com inúmeras vantagens para o consumidor final. Desde logo, o preço unitário tenderá a ser inferior em face de uma maior eficiência obtida, quer no transporte quer no embalamento.

Neste sentido, várias questões se colocam: porquê que esta opção não tem maior expressão no retalho atual? Será por pressão dos fabricantes que preferem embalar os seus produtos, de forma a diferenciá-los, acrescentar valor e obter um benefício financeiro superior? Provavelmente sim, no entanto, várias marcas têm dado passos no sentido de facilitar a venda a granel, pelo que ambas as realidades poderão subsistir num mercado extenso e diferenciado. Ou será por ineficiência operacional no ponto de venda, quer por questões sanitárias, quer por falta de adesão dos consumidores nos testes piloto de ‘venda a granel’, entretanto realizados.

Da parte dos retalhistas, vários esforços têm sido colocados em prática para testar a venda a granel de diferentes produtos, no entanto, a oferta é, ainda, escassa (por exemplo, faltam máquinas para vender vários detergentes de casa, de roupa, produtos de cosmética, beleza e produtos alimentares diversos). Outras iniciativas, por exemplo, para eliminar embalagens plásticas, como a reutilização de embalagens na compra de charcutaria são igualmente meritórias de distinção, uma vez que incita a reutilização, comportamento

este que pode ser crucial para a adoção de compras a granel, caso contribua para a mudança nos hábitos de compra dos consumidores, promovendo a utilização de embalagens reutilizáveis.

Por tudo isto, é desejável que a compra de produtos diversos a granel se torne ‘cool’, ‘fashion’ e ‘smart’ quando se faz compras no supermercado. Particularmente, o Design poderá ter um papel muito importante no desenho de novas embalagens reutilizáveis (dá para imaginar!).

Posto isto, a premissa principal para se observar uma mudança significativa no Retail assenta precisamente na mudança do comportamento do consumidor. Em boa verdade, no passado longínquo, as compras faziam-se a granel pelo que poderá ser interessante recuperar ‘antigas’ práticas na comercialização a granel. De facto, a partir do momento que os clientes desejarem comprar a granel - e praticarem - os retalhistas procurarão, de imediato, adaptar-se e responder, com eficácia. Outra ação que pode ajudar na adoção deste modo de consumo, poderá ser a via política e legal, taxando a utilização abusiva do plástico - e quem sabe o ‘ar’ transportado nas embalagens (tópico para outra discussão).

Desta forma, não é suficiente que os consumidores se intitulem como sustentáveis e responsáveis, mas depois não o pratiquem. Na verdade, facilitar este tipo de compra no ponto de venda pode ser uma significativa contribuição. Contudo, essa função cabe aos retalhistas que devem desenhar a experiência de compra e definir o mobiliário para a secção a granel,

de forma adequada. Deverá ser de fácil uso, intuitiva, facilitadora, instrutiva e se possível divertida. Deve ser, simultaneamente, eficiente sob a perspetiva retalhista para que os preços praticados possam ser ‘simpáticos’ e inferiores à venda de produtos similares previamente embalados.

Portanto, tornar a experiência de compra a granel, agradável, sustentável, economicamente recompensadora, educativa e divertida deverá fazer parte da agenda dos retalhistas, mas também dos consumidores como descrito (e.g., aumentar a procura). Por isso, há muito a fazer nesta matéria para que as necessidades dos clientes sejam atendidas, as questões de higiene e segurança alimentar sejam asseguradas, bem como, a rentabilidade do retalhista.

Por fim, Retail a Granel é uma das medidas a implementar mais sustentável, justa e adequada aos dias de Hoje. Combate a inflação e o desperdício e ajuda o ambiente.


A mudança começa em cada um!



Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...