3 de Janeiro de 2022





E você já conhece a Minimal Cork?



António Brito é arquiteto formado pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, contudo é no Porto que tem vindo a executar projetos de arquitetura, desde 1980. “Criei a empresa Arquinível, em 1990, da qual sou sócio-gerente e para a qual trabalho”, diz-nos este arquiteto empreendedor.

 


C

hegando a ter 15 colaboradores perma­nentes e exclu­sivos, em 2014 a Arquinível foi obrigada a redi­men­sionar o quadro de pessoal, fruto da crise económica. Nesta fase a questão que se colocava era encontrar alternativas ao trabalho de arquitetura que escasseava. 

"Dado que a minha geração de arquitetos por norma executava ma­quetes de terreno em cortiça, surgiu o conceito de executar peças minimalistas de conceção e execução próprias utili­zando unica­mente material sustentável", afirma António Brito. É assim que nasce a Minimal Cork, uma marca portuguesa de home design que utiliza exclu­si­va­mente cortiça.

O pleno desenvolvimento do projeto obrigava, no entanto, a ultrapassar algumas dificuldades. As poucas empresas que existiam no mercado dedicadas à valorização de cortiça usavam técnica de escavação em blocos de cortiça, produzindo resíduos que apesar de reaproveitados, obrigavam a processos de reaglomeração, por outro lado a produção de tais peças era incompatível com pequenas encomen­das.

A criação de um espaço próprio de produção, baseado essencialmente em trabalho manual apoiado por máquinas de conceção própria e com tecnologia diferente das grandes fábricas, foi o caminho traçado. Também foi adotada a técnica de utilização e colagem de placas cortadas de cortiça aglomerada, confe­rindo-lhes a forma pretendida e reduzindo os desperdícios uma vez que as zonas extraídas de peças maiores permitiam executar peças mais peque­nas.

O conceito da sustentabilidade esteve sempre presente e orientou todo o processo de desenvolvimento de produtos, não só ao nível do material usado, mas também no que se refere ao próprio processo de conceção e design.

O empreendedor explica-nos o que esteve na base da sua opção “A sustentabilidade do produto representa duas maiores valias; a primeira é que                     





usando matéria-prima natural e bio­degradável contribuímos para redução da nossa pegada ambiental enquanto produ­tores; a segunda é que estar ciente dessa contribuição contribui para o equilíbrio da nossa consciência, contrariamente ao que sentiríamos se produzíssemos peças em plástico, por exemplo.”



Vendendo fundamentalmente em Portugal, os clientes Minimal Cork são apaixonados pelo design minimalista, pela sustentabilidade e pelo toque da cortiça.

Muitos são, também, os que visitam o nosso país e descobrem recordações que levam de Portugal com design sustentável e inovador num material que geralmente desconhecem. Para além da loja online (www.minimalcork.com), os produtos encontram-se à venda em lojas especializadas de design e cortiça, tais como a World of Wine, Museu do Douro, Be douro Gourmet, Suuuper e Sweet Hotel, Cork Store e Homy e Amar Lisboa.

Para o futuro, este arquiteto empre­endedor tem em vista aumentar a capacidade de produção, mantendo os mesmos princípios e técnicas de modo a libertar energias para o desenvolvimento de novas peças já estudadas.






 


Relacionadas



Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...