6 de Novembro de 2021








CARLA SEPÚLVEDA

Vereadora na Câmara Municipal de Braga Pelouros Educação, Inovação e Coesão Social





O propósito de vida para uma liderança inspiradora











Levar o mundo corporativo a ter um olhar mais humano é, atualmente, um enorme desafio e uma das grandes missões da gestão de recursos humanos. 



M

uitos têm sido os líderes que chegaram ao sentimento de frustração e insatisfação. O grande motivo é, para a maioria, a falta  de conexão entre o que se é e o que se faz!

Então o que é preciso para aliarmos uma coisa à outra?

A crise gerada pelo COVID19 veio acentuar esta consciência. Em cima da mesa estão hoje profundas reflexões que levam a perguntas como:

O que realmente é importante para mim?

Quem sou eu verdadeiramente?

Estarei no caminho certo ou a ser levado pelas circunstâncias necessárias?

Andarei em piloto automático?

O que realmente faz sentido para mim?

Qual a minha missão?

Que legado quero eu deixar?

Talvez estejamos no tempo certo para relembrar a importância do autoconhecimento como forma de posicionamento e reajuste necessário ao nosso caminho, realinhando valores e propósitos de vida. Nesta busca incessante pelo tão almejado equilíbrio entre o ser, ter e fazer, surge então a grande questão: qual é o meu propósito de vida?



Não haverá uma receita propriamente dita para a definição de propósito. Contudo, existe a possibi­lidade de a alicerçarmos nos nossos valores, crenças e motivações mais profundas, levando-nos a direcionar a nossa energia para um lado e não para o outro. A paixão que nos motiva a sair da cama de manhã todos os dias em busca das nossas convicções pessoais, profissionais, espirituais, culturais, politicas entre outras aliada aos nossos talentos e valores.

O propósito de vida é o que motiva a nossa existência, a paixão que alimenta tudo! Todas as grandes conquistas começam com paixão. O propósito poderá, assim, traduzir-se na contribuição que queremos dar aos variados contextos por onde passamos e nos inserimos quer a nível pessoal, social e profissional. É a razão pelo qual nos mantemos vivos; o impacto positivo que desejamos causar fazendo a diferença na vida das outras pessoas. Neste contexto, identificar claramente o propósito de vida irá permitir atribuir um verdadeiro significado à nossa existência, tornando-nos pessoas mais completas e felizes. Propósito contribui para o bem-estar e felicidade.

E como definir o propósito de vida?

Iniciaremos por realinhar os nossos valores.

Um exercício simples que poderá ajudar nesta reflexão sobre o Eu e na definição do propósito de vida é responder com clareza a algumas questões importantes tais como:

VALORES: O que realmente tem importância para mim? Quais são os meus valores fundamentais?


PAIXÕES: O que realmente adoro fazer? O que me faz perder a noção do tempo?

TALENTOS: Quais as coisas que desenvolvo de forma excelente? Quais são as minhas habilidades e talentos? Pelo que sou realmente elogiado?

NECESSIDADES: Com os meus valores, talentos e paixões que diferença poderei eu fazer no mundo? Se pudesse fazer do mundo um lugar melhor, o que eu faria?

Ao encontrarmos o significado da nossa exis­tência com certeza que será mais fácil escrever o nosso propósito de vida. Neste contexto, tenha em conta quem realmente é como gostaria de ser visto/a pelos outros, o que realmente gosta de fazer, para que e porque e pelo que gostaria de ser lembrado/a mais tarde quando partir deste mundo para outra dimensão.

Tendo em conta todas estas dimensões poderá mais facilmente chegar à resposta: “O meu Propósito de Vida é ...”

Ao tomarmos consciência de quem somos, do por que respiramos e o que nos move, tomamos consciência da real importância do desenvolvimento humano e do quanto é fundamental reajustarmos os nossos valores e propósito de vida ao longo da nossa caminhada. Somos seres em constante evolução e vamos mudando ao longo do tempo consoante as nossas experiências pessoais e profissionais, contextos, pessoas com quem nos cruzamos e por um sem número de circunstâncias que nos fazem crescer tornando-nos mais sábios e maduros.

Ao crescermos, como pessoas e profissionais, é 


imperativo reconhecer que todos temos um propósito, que contribua positivamente nos variados contextos em que nos movimentamos. Por sinal, a nossa identificação e conexão com esse propósito fará com que façamos a diferença na vida das outras pessoas e, com isso, pos­samos contribuir para a construção de um mundo melhor!

Liderar com propósito para uma liderança inspi­ra­do­ra é, hoje, imperativo para a sobrevivência das organi­za­ções e para a diferença que pretendem ter no mercado onde atuam. Ao assumimos um papel de líder, devemos entender que dei­xamos de nos preocupar connosco para nos preo­cuparmos com os li­derados. Gerir pessoas talvez seja uma das mais nobres atividades se corretamente praticada. Não deverá existir qualquer outra profissão que ofereça tanta oportunidade de ajudar os outros a aprender, crescer profissionalmente e a alcançar objetivos e metas pessoais como a posição de líder. Então há que ser um líder consciente com equilí­brio entre o ser autêntico e adaptável às diversas personalidades que vai en­con­­trar na sua equipa de trabalho.

Ser líder é então conectar pessoas por propósitos e gerar valor de dentro para fora. É agregar pessoas com propósitos ver­dadeiros gerando valor para todos. O líder é aquele a quem reconhecemos valor e admiração, que consegue criar entusiasmo na equipa, que influencia positivamente e que faz com que todos os elementos se revejam nos seus objetivos e propósito conseguindo que todos se com­prometam com o resultado.

Todavia, mudar comportamentos ou atitudes, não é um processo fácil. Por isso torna-se muito importante falar sobre propósito pois conectar o líder com a sua missão de vida dará a motivação necessária para que o próprio procure a evolução e conciliação da sua vida profissional com a pessoal. Neste contexto, o trabalho de desenvolvimento de líderes é primordial com vista a gerar esta reflexão, afinal o líder causa um impacto significativo nas pessoas, equipas e na organização que lidera. É assim fundamental que o líder identifique de que forma deseja contribuir por onde passa. Qual a marca que deseja deixar.

Fazer com que o líder perceba a importância do seu papel é o primeiro passo para o desenvolvimento da boa liderança.

É, por isso, importante que o líder comece por si próprio, no alinhar do seu propósito, pois é impossível dar aos outros algo que não se tem. 

Encontrar o seu porquê 



antes de tudo é primordial para poder comunicar eficazmente a sua missão e assim contri­buir para o sucesso do seu trabalho e da sua equipa.

É fundamental que o líder tenha bem presente a causa para a qual direciona a sua energia e que tenha foco no que pretende construir e defender a longo prazo, de forma a aplicar esta prática em todas as pequenas ações que levarão ao objetivo maior, inspirando todos os ele­men­tos da equipa e contribuindo, em simultâneo, para uma sólida cultura organizacional assente na autenticidade e paixão. Isto é liderar com propósito! Neste contexto, este tema ganha atualmente bastante espaço no seio das organi­zações pois cada vez mais o desenvolvimento humano está no cerne da liderança eficaz, As organi­zações estão cada vez mais preocupadas em criar am­bientes mais saudáveis e apra­zíveis a todos, onde o que se é e o que se quer estão cada vez mais alinhados com a missão e a visão da organização.








Tornar-se líder pode ser uma necessidade 

 

Manter-se líder tem que ser um propósito!




Leandro Mageli






Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...