31 de Outubro de 2020




Ciclo Fapril vence na categoria de Gestão e Internacionalização na 2ª edição dos prémios Start & Go



Completando 55 anos de atividade em 2020, a Ciclo Fapril acaba de ver reconhecido o seu enorme esforço e a sua longa história com a atribuição da distinção na categoria de Gestão e Internacio­naliza­ção pela revista Start & Go.

 

Por Fernanda Silva Teixeira


P

ara a empresa, este prémio “não é mais do que o reconhecimento da visão e estratégia imple­mentadas pelos fundadores e, posteri­ormente, pela se­gunda geração, que conduziu a este percurso de crescimento sustentado, assente sobretudo no mercado externo, acompanhado sempre por avultados investimentos em tecnologia inovadora, em novos processos e em instalações, que tem permitido á empresa operar em mercados de elevada exigência e prestigio internacional”, frisa Carla Santos.

Questionada sobre a importância desta distinção, a responsável da em­presa considerou que esta é uma “importante iniciativa que dá a conhecer as empresas portuguesas que têm contribuído para o crescimento e desen­volvimento da nossa economia, para as exportações do nosso país e para a criação de emprego e riqueza inspirando outras iniciativas”. Dedicando-se ao fabrico de componentes soldados me­tálicos, estampagem / quinagem de chapa, corte/dobragem de tubo/arame e tornearia/mecanização, a Ciclo Fapril foi fundada por António Serafim, em 1965 e, iniciou a sua atividade como produtora de componentes para a área das bicicletas e motos em Portugal.

Até meados dos anos 70, as vendas para as colónias de Angola e Moçambique assumiam uma particular relevância no volume de negócios da empresa. Por isso, com o início do processo de descolonização, a empresa apostou, nomeadamente a partir de 1976, no setor automóvel, começando a trabalhar com o grupo francês PSA, que tinha construído um centro de produção automóvel em Mangualde.

Já durante a década de 90, a empresa alcançou um importante crescimento das

suas exportações, atingindo mesmo cerca de 80% no mercado das duas rodas, para clientes tão prestigiados como Peugeot MTC, MBK Industrie, Yamaha Motors, Piaggio, Malagutti Motto, BH, Orbea, Micmo-Gitan.

Com a viragem do século, numa estratégia de diversificação de clientes e mercados, o grupo assume uma aposta “clara e objetiva” na subcontratação. Nesse contexto, o grupo procura desde então explorar novas oportunidade nou­tros mercados e setores, desde hospita­lar, mobiliário metálico, auto­móvel, desporto, estética/fisio­tera­pia, puericul­tura, construção, elevação, entre outros.

Para Carla Santos, diretora financeira da Ciclo Fapril, a “empresa tem múltiplas competências”, oferecendo ao cliente uma gama ampla de soluções, com capacidade técnica ao nível de tecnologia de ponta, e de know-how, “que permite oferecer aos seus clientes diferentes serviços com um só interlocutor”.

Para além disso, a responsável acrescenta ainda que, é a “única empresa em Portugal com uma unidade de corte e soldadura robotizada para processa­mento de alumínio, não dedicada a um único produto ou mercado”.


Desde da década de 90 que a empresa fez um percurso contínuo de crescimento, assente no mercado externo. Sendo os mercados mais expres­sivos a França, Itália, Inglaterra Alemanha e Republica Checa. Fora da Europa, os Estados Unidos da América têm também conquistado alguma expressividade nos últimos anos.

Se em 2019, o volume de negócios ascendeu a cerca de 24,5 milhões, para este ano o objetivo passa por atingir os 25 milhões de euros. Contudo, este resultado depende dos mercados, reconhece a responsável.

“A retração dos mercados, relacionada com a pandemia Covid-19 alterou significativamente o nível de atividade da empresa, sendo esperado uma retração no final do ano”, indica Carla Santos. Lembra ainda que, este é o principal desafio que o setor enfrenta a curto e médio prazo, “a retoma da procura nos diversos mercados”. 

Num futuro próximo, a empresa pretende construir uma marca de empregabilidade, transformação digital e a Certificação IATF - Sistema de gestão da qualidade para organizações da indústria automóvel.



Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...