8 de Novembro de 2020





IMG





ABTÓNIO NOGUEIRA DA COSTA

CEO da efconsulting |  docente e membro do N2i do IPMaia


Fotografias D.R.



Se Filho de Peixe Sabe Nadar, Filho de Empresário Sabe Empreender?



Nascer numa família empresária é sinónimo de uma imersão contínua nos negócios da família. A empresa e os espaços de trabalho são um fantástico local de acolhimento dos filhos, permitindo aos pais a dedicação e os cuidados quase contínuos que os primeiros anos de vida exigem com os seus envolvimentos profissionais.

 



M

­­esmo que, a seu tempo, os mais novos integrem a rede de berçários, infantários, pré-escola e os sistemas de escolaridade obriga­­­tó­­ria e facultativo de ensino técnico, superior e pós-licenciatura, frequentemente passarão parte dos seus tempos livres de final de dia, de fim de semana ou de férias a explorar as instalações da empresa, a executar tarefas de crescente exigência, a interagir com os empregados, os fornecedores, clientes, … etc. 

Esta contínua envolvência potência muitas práticas que, quando conjugadas com os conhecimentos apreendidos em contexto formativo, geram um desenvolvimento individual distinto, em especial na área das soft skills associadas ao relacionamento pessoal e ao trabalho com múltiplas e variadas equipas. 

Este contexto, aparentemente atrativo, é de tal forma absorvente que tanto pode gerar uma forte paixão pelo negócio como incutir um efeito de repulsa que afasta os mais novos da empresa familiar e do trabalho com a família – a última coisa que os pais pretendem que aconteça. 

O segredo está em saber dosear e enquadrar um membro da família empresária ao longo da sua vida, assumindo e permitindo que possa vir a assumir um ou vários papéis:

Somente membro da família sem qual­quer ligação ao negócio 


É melhor que se realize profissionalmente no exterior do que ser um foco de problemas na empresa;


Colaborador que assume qualquer função na empresa


um empregado exemplar e satisfeito é força de motivação e excelentes execuções;


Responsável de uma qualquer equi­pa ou área funcional

um líder de equipas motivado é crucial para alcançar os objetivos do conjunto;



Gestor da empresa

saber organizar e liderar os recursos é fundamental para alcançar as metas desejadas;


Empresário

identificar e a ajustar uma visão de futuro que, com uma dose q.b. de risco, é parte do caminho para assegurar a perenidade da empresa familiar.



Na essência, em qualquer uma das funções que um jovem assuma no negócio familiar, a expectativa é que consiga ir além de um mero executor e encontre um verdadeiro espírito empreendedor.





Empreender (não) é fácil


 



António Archer, pai, fundou a Crivedi, em 1990, para se dedicar à importação e exportação de têxteis, malhas e tecidos e à criação e comercialização de peças de vestuário. 

António Archer, filho, foi estudar marketing digital para a EAE em Barcelona, onde está a trabalhar na Saba (empresa que gere parques de estacionamento citadinos em diversos países). Em abril, com o início da pandemia, António fala com o pai e, interpretando o contexto que bem conhecem, constroem a fórmula           ↗   


Como a celeridade era importante, António, filho, efetuou os primeiros desenhos e construiu uma loja online, enquanto António, pai, tratou dos testes, produção e certificação das máscaras junto do CITEVE. Antes do final do mês já estavam a efetuar vendas na internet a que se seguiram as vendas a empresas e ...



Resultados da “fórmula mágica” do negócio das máscaras decorridos 3 meses: 


  •  vendas: 500.000; 
  •  faturação: + €1 milhão; 
  • incremento de vendas: 10% por semana; 

  • e o futuro promete pois está próximo o início da comercialização em três mercados da Amazon e existe proposta da cadeia americana Walmart.



O dilema dos Antónios 

Os grandes desafios dos Antónios estão agora na conciliação do desenvolvimento da marca própria Happö com o trabalho para as grandes marcas da moda como a Bimba y Lola, Carolina Herrera, Woolrich. 

Em continuar a trabalhar em Barcelona para a Saba ou regressar à Trofa e, para além das bolsas para guardar as máscaras, lenços com os mesmos padrões e elásticos para prender os cabelos já em comercialização, dar asas à criatividade e continuar a empreender. 


Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...