31 de Dezembro de 2018









ANDRÉ TIAGO ALMEIDA

Gestão | Consultadoria l Formação de Marketing 


Fotografias D.R.


O que é e como utilizar a "Persona" no seu negócio.



Feliz pela oportunidade de escrever para a comunidade Start&Go e poder partilhar convosco algo que sei e que espero poder contribuir para que os vossos projetos tenham um novo impulso.

 





De facto, os projetos só fazem sentido com pessoas, pois é para elas que a maioria dos projetos encontra o seu fim e quantas mais pessoas esse projeto ajudar a resolver uma necessidade/problema, maior probabilidade terá de atingir melhores resultados. Então alcançar mais pessoas é essencial.

Quando se fala em alcançar pessoas através de campanhas de marketing é necessário ter alguns cuidados de forma que os esforços despendidos sejam o melhor aplicados possível, de forma a obter os melhores resultados. Por exemplo é essencial saber-se para quem se está a comunicar pois de outra forma está-se a desperdiçar muitos recursos em vão, a “deitar dinheiro ao lixo”, literalmente.

Acredito, muito por força da experiência que há muitas empresas que desenvolvem campanhas e ações sem pensar, desenvolver ou analisar para quem as vai dirigir e quase sempre questões como os interesses, hábitos de consumo ou mesmo modo de vida vão bloquear os esforços desenvolvidos.

No entanto isso é possível prever antes de se iniciar qualquer ação de marketing. Basta ter dados e isso é o que não nos falta hoje em dia no panorama digital!

O ambiente digital veio claramente facilitar a vida aos gestores e aos profissionais de marketing no estudo, análise e avaliação de campanhas de marketing e com isso permitir que se atinjam os resultados delineados o mais eficaz e eficientemente possível. Para dialogar com o público que se quer “atingir” é necessário conhecê-lo. Definir a persona, o público-alvo, é o primeiro passo para vender os produtos/serviços.  

Afinal, toda a estratégia de Marketing Digital é desenvolvida a partir do perfil do seu cliente: O que ele deseja? De onde ele é? Quais são suas preferências? Qual é o seu estilo de vida? Qual é a sua idade? etc. Este mapeamento deve ser feito a fim de identificar a melhor forma de se relacionar com o tipo de cliente.


Mas, o que é Persona ?


As Personas são personagens fictícios criados de acordo com o cliente ideal. Ele faz parte do público-alvo, composto por diversas pessoas. Mas como isso é 


delimitado? Com as respostas às perguntas que indiquei acima, é possível fazer um apanhado e determinar o que  esses possíveis consumidores têm em comum.

Mas atenção, há mais informações que se devem aferir de modo à persona ser o mais fiel possível. O mapeamento que se deve fazer deve incluir informações como: Onde vive, Qual o sexo, Qual idade, Se é casado, se tem filhos, qual profissão, Quais os seus hobbies, que tecnologia utiliza para navegar na internet, etc.

Porque é que isso é importante? Pois com estas informações conseguimos uma “fotografia” do tipo de pessoa que nos compra e a partir daí então podemos determinar mais facilmente quais os seus desejos, preferências e os problemas que esta tem.

Acima falei em dados e falei em digital e por isso claro há meios que nos permitem facilitar este trabalho extenso. Ferramentas como o Google Analytics, as Redes Sociais (parte de estatísticas – Páginas), os CRM’s (plataformas de gestão de informações de clientes) ou mesmo plataformas como INE ou Pordata ajudam-nos a aceder, analisar e trabalhar dados muito úteis na definição das Personas. No entanto as informações internas e originais oriundas dos nossos atuais clientes são muito mais válidas na definição da “nossa” Persona, pois já se relacionaram connosco.

Analise estas ferramentas e veja quem é o tipo de público que mais compra, o que compra, como compra, que interage e faz ações nos seus diversos canais de comunicação. Analise essas informações e trace um perfil. Esse perfil pode muito bem ser o seu tipo de Persona do seu negócio, produto/serviço.


Subscreva esta mailing list para receber a revista em formato digital gratuitamente...