Como fazer parte dos 8% de pessoas que conquistam os seus objetivos

Sabia que 92% das pessoas que traçam objetivos de ano novo nunca os chegam a atingir? Mais… Sabia que 80% dessas pessoas abandonam os seus objetivos nos primeiros 2 meses do ano?

Daniela Areal
1 de Outubro de 2019

Os números são impressionantes, mas segundo um estudo da Universidade de Scranton, nos E.U.A., essas são as estatísticas e apenas 8% dos que fazem resoluções de ano novo acabam por realmente mantê-las!

Então, a questão que se levanta é: o que sabem esses 8% para alcançarem resultados que a grande maioria nem chega perto?

E mais do que isso: Como fazer parte desse grupo de pessoas?

Confesso que desconheço em que lado da estatística se encontra, mas sei que hoje, mais do que nunca, ter o conhecimento certo é ter poder! E ter poder é a capacidade de saber agir em prol dos seus sonhos e metas!

Assim, vou partilhar consigo 2 pérolas de conhecimento que este restrito grupo detém e que poderão fazer também a diferença para si:

1. Traçar objetivos é apenas metade da equação.
Para ter os resultados que deseja, seja na sua empresa ou na sua vida pessoal, precisa de definir duas metades na equação: objetivos claros e rotinas de alto desempenho!

É verdade que as tradicionais metodologias de definição de objetivos, específicos, mensuráveis e limitados no tempo, são fundamentais para traçar o ponto de chegada com clareza; no entanto, sem um conjunto de rotinas que suportem o percurso para os atingir, o mais provável é que não faça o que é necessário e apenas produza os resultados que teve até aqui. Einstein já dizia que a melhor definição de insanidade era “continuar a fazer sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Então, é importante que, depois de traçados os objetivos, páre de se focar nos resultados e
passe a pensar em termos das ações que precisa realizar, numa base consistente, repetida e prolongada no tempo (ou seja, nas rotinas ou conjunto de hábitos que precisa assumir), para atingir as suas maiores metas e sonhos.

Quer exemplos que clarifiquem esta ideia?

Imagine que a sua meta é duplicar as vendas da sua empresa no espaço de um ano. Não importa se o seu produto é de excelente qualidade e com vantagens expressivas face ao que existe no mercado - se não estiver em contacto com as pessoas que o podem comprar, se os seus potenciais clientes não souberem da existência do seu produto ou das suas vantagens, não vai atingir o seu objetivo. É preciso criar rotinas, processos de marketing e vendas, que executados de forma consistente (e com eventuais ajustes periódicos) o aproximem do seu público. 

Imagine agora que o seu objetivo é perder 5 kilos em 3 meses. Se não estabelecer um plano alimentar compatível e um plano de treino devidamente calendarizado, monitorizado e cumprido, não vai alcançar o resultado pretendido.

2. É preciso assumir rotinas que sejam realmente eficazes!
O progresso só é possível quando se tem um plano que detalhe com precisão como chegar do ponto em que está hoje ao ponto que quer alcançar. No entanto, não é incomum, sabermos em que ponto estamos, onde queremos chegar, mas ainda desconhecermos qual o melhor caminho seguir.

O que fazer?

Procure pessoas que tenham obtido os resultados que deseja, descubra as suas rotinas e proceda exatamente da mesma forma!

Mesmo que não sejam pessoas do seu círculo próximo ou com quem seja possível um contacto directo, quando estuda e imita os comportamentos de quem já atingiu o que pretende atingir, torna-se mais fácil começar a absorver os sentimentos, os estados emocionais, as atitudes e os hábitos que conduziram aquela pessoa à meta que procura agora alcançar.

Sabendo que os resultados são fruto das ações que assume e que estas são amplamente influenciadas pelos seus estados emocionais e pelo seu mindset , mesmo que não saiba exatamente como aquelas pessoas atingiram o resultado que pretende, torna-se mais fácil criar as condições ideais para descobri-lo e promovê-lo.

Porque são os hábitos que produzem os condicionamentos que moldarão o seu mindset! E é o seu mindset que influencia os seus estados emocionais, que por sua vez influenciarão as ações que assumirá e que vão gerar os resultados na sua vida. Faz sentido? Então, primeiro construa os seus hábitos de alto desempenho e depois eles vão construir a sua melhor versão!

Gostaria de receber mais dicas para ter mais desempenho, mais vitalidade, mais qualidade de vida e atingir objetivos cada vez maiores?

Fique atento às próximas edições!

Artigo em formato PDF

Revista Digital Start&Go