Prémios Start&Go

A bwd teve o orgulho de patrocinar a 1ª edição dos prémios Start&Go, que premiaram pequenas e médias empresas, no panorama nacional, cujo ação empreendedora as destacou das restantes.

Adriano Ribeiro
1 de Julho de 2019

Pouco tempo após a entrega dos prémios era publicado, pela Comissão Europeia, um relatório que classificava Portugal como país “Inovador moderado”, ficando atrás de países como a Suécia e Finlândia, considerados no mesmo relatório “inovadores fortes.”. A comissão europeia não deixou, no entanto, de salientar o desempenho das nossas PME’s, referindo a sua inovação interna, bem como os produtos e processos inovadores por elas gerados. Foi exactamente este sentimento e vontade de fazer mais e melhor que se fez sentir na cerimónia de entrega dos prémios Start&Go, que, dentro das categorias inovação, internacionalização, gestão e start-up, premiou, de acordo com resultados alcançados, cinco empresas portuguesas - Lacovale (Gestão); Medbone e PARTTEAM (internacionalização); Fairmeals (Start-up) e EVOX (Inovação) - às quais aqui presto o meu tributo, a par do louvor por esta iniciativa à revista Start&Go. Nunca será demais promover uma cultura de inovação empresarial em Portugal, dando a conhecer ao mercado os exemplos do que melhor se faz, para que as suas práticas sejam imitadas. Ao mesmo tempo, será bom recordar que as melhorias do desempenho e eficiência das PME’s estão mais ao alcance do que muitas vezes os gestores e empresários têm presente. A eficiência dos processos organizacionais e adequação das ferramentas utilizadas são duas componentes-chave que resultam em quick-wins para as PME’s e que nunca deverão ser subestimadas. Pouco tempo após a entrega dos prémios era publicado, pela Comissão Europeia, um relatório que classificava Portugal como país “Inovador moderado”, ficando atrás de países como a Suécia e Finlândia, considerados no mesmo relatório “inovadores fortes.”. A comissão europeia não deixou, no entanto, de salientar o desempenho das nossas PME’s, referindo a sua inovação interna, bem como os produtos e processos inovadores por elas gerados. Foi exactamente este sentimento e vontade de fazer mais e melhor que se fez sentir na cerimónia de entrega dos prémios Start&Go, que, dentro das categorias inovação, internacionalização, gestão e start-up, premiou, de acordo com resultados alcançados, cinco empresas portuguesas - Lacovale (Gestão); Medbone e PARTTEAM (internacionalização); Fairmeals (Start-up) e EVOX (Inovação) - às quais aqui presto o meu tributo, a par do louvor por esta iniciativa à revista Start&Go. Nunca será demais promover uma cultura de inovação empresarial em Portugal, dando a conhecer ao mercado os exemplos do que melhor se faz, para que as suas práticas sejam imitadas. Ao mesmo tempo, será bom recordar que as melhorias do desempenho e eficiência das PME’s estão mais ao alcance do que muitas vezes os gestores e empresários têm presente. A eficiência dos processos organizacionais e adequação das ferramentas utilizadas são duas componentes-chave que resultam em quick-wins para as PME’s e que nunca deverão ser subestimadas. 

 Artigo em formato PDF

Revista Digital Start&Go

Últimas