CICCOPN

O CICCOPN é o Centro de Formação Profissional da Indústria da Construção Civil e Obras Públicas do Norte, tem instalações na Maia, junto à cidade do Porto, e, há quase 38 anos, desenvolve ações de formação em diversas áreas técnicas.

1 de Maio de 2019

Os cursos destinam-se a Jovens ou Adultos, que integram ou pretendem vir a integrar o setor da Construção.

Os cursos de Aprendizagem têm como público-alvo jovens entre os 15 e os 25 anos, que tenham concluído o 9.º ano de escolaridade e que, no máximo, tenham frequentado o 12.º ano sem o concluir. Estas formações atribuem uma qualificação profissional de nível 4, a par da equivalência escolar ao ensino secundário. Dito de outra forma, os formandos terminam o curso com o 12.º ano de escolaridade e qualificados para o exercício de uma profissão.

Esta vertente da qualificação é, precisamente, a mais-valia da formação profissional. Os jovens que se inscrevem no CICCOPN procuram uma alternativa ao ensino dito regular, que não os qualifica para o desempenho de uma profissão. Procuram uma formação com uma componente prática muito importante (entre 30 e 40% do total de horas do curso correspondem a formação prática em contexto de trabalho – estágio), desenvolvida em alternância entre o CICCOPN e as Empresas do setor.

A somar a tudo, são cada vez mais os formandos que têm a oportunidade de estagiar em empresas estrangeiras, no âmbito de projetos europeus Erasmus+ em que o CICCOPN participa.

Para os jovens que já detém o 12.º ano de escolaridade, o CICCOPN tem vindo a reforçar a oferta formativa através dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) tecnológicos. Estes cursos, para candidatos a partir dos 18 anos e com o secundário concluído, estão essencialmente centrados na componente de formação tecnológica e são uma via privilegiada para os jovens obterem uma qualificação profissional de nível 4, que lhes abre as portas do mercado de trabalho. São exemplo desta oferta formativa os cursos: Técnico/a de Medições e Orçamentos, Técnico/a de Obra/Condutor de Obra, Técnico/a de Topografia, Técnico/a de Ensaios de Construção Civil e Técnico/a de Instalações Elétricas. O CICCOPN dispõe de excelentes instalações e um corpo docente constituído por formadores internos e externos com elevado grau de conhecimento e especialização nas diferentes áreas. A formação desenvolvida assenta nas tecnologias mais atuais, de que é exemplo a incorporação da tecnologia BIM (Building Information Modeling) nos planos curriculares dos cursos.

Num momento em que a Construção retoma em força o seu dinamismo e a mão de obra qualificada para o setor escasseia, os cursos de formação do CICCOPN surgem como uma excelente oportunidade para quem pretende investir numa área profissional com futuro.

Atualmente, o CICCOPN tem cerca de 2 100 formandos, distribuídos entre a formação para jovens e para adultos que decorre nas suas instalações da Maia. Além disso, conta com cerca de 700 formandos em diversos pontos geográficos da sua área de intervenção, isto é, os nove distritos a norte do Mondego. Por ano, o CICCOPN realiza cerca de 40 000 horas de formação.

Consciente dos desafios sem precedentes que se colocam ao ensino e à formação, o CICCOPN aposta em preparar profissionais habilitados para um mercado de trabalho cada vez mais exigente, no qual apenas os mais competentes terão lugar.

No empenho em preparar os nossos formandos para esta nova realidade, no CICCOPN trabalha-se o conjunto das competências consideradas fundamentais para o Século XXI – a criatividade, a colaboração, a comunicação e o pensamento crítico –, a que se acrescenta ainda a inovação e a resolução de problemas. Graças a esta abordagem, em 2016 o CICCOPN recebeu o prémio Criatividade e Inovação na Formação, atribuído pelo Portal “Forma-te”.

A formação dos jovens na modalidade de Aprendizagem assenta no princípio da transdisciplinaridade, ou seja, trabalha-se com base em projetos que abarcam diferentes áreas curriculares, em vez da tradicional abordagem estanque entre disciplinas. Além disso, desde há alguns anos, os espaços formativos do Centro têm vindo a ser redesenhados e adaptados em função das exigências das novas metodologias pedagógicas, segundo as diretrizes para a sala de aula do futuro, da European Schoolnet. Nestes espaços são usados dispositivos móveis para suporte à aprendizagem e trabalha-se atividades com recurso a vídeo e diversas outras tecnologias, como a programação de robôs ou de drones.

Desde 2017, o CICCOPN integra a rede de espaços educativos inovadores e foi reconhecido como Ambiente Educativo Inovador pela DGE-ERTE, do Ministério da Educação.

Os espaços de formação são, cada vez mais, organizados segundo o modelo dos Espaços Transdisciplinares em Construção (ETC), nos quais a formação é centrada nos formandos e na sua intervenção prática no contexto de cada sessão. Com base na metodologia de PBL (Project-Based Learning ou Problem-Based Learning), os formandos deixam de ser meros recetores de conteúdo e passam a ter uma voz ativa na construção do seu percurso e na concretização do seu potencial enquanto indivíduos e enquanto futuros profissionais.

Por todas estas razões, o CICCOPN acredita que a formação profissional deixou há muito de ser o parente pobre do ensino, para se assumir como alternativa válida e forte para quem pretende (re)qualificar-se para a integração no mercado de trabalho.

Artigo em formato PDF

Revista Digital Start&Go

Últimas